Por que fazer um test-ride na moto? Descubra 5 falhas ciclísticas

Atualizado: Fev 11

Ao comprar uma moto, é importante você analisar diversos fatores, não só o preço e o design dela! Existe muita coisa por trás desses dois fatores, que geralmente são os mais observados. É vital que você tome nota do consumo da motocicleta, gastos e, sobretudo, da ciclística da moto.

A ciclística é basicamente o que vai te fazer sentir bem e confortável em cima da máquina. Ela é equilibrada? Sai de traseira? Tem pouca potência? Tudo isso e muitas outras características ciclísticas você descobre em um test-ride!

É superimportante você experimentar antes de comprar. Pode ser a moto mais linda do mundo, com um preço bom, boas condições de manutenção...

Mas e se você não se sentir bem a conduzindo? Por isso, mais importante que buscar por reviews e avaliações da motocicleta, opte por fazer um test-ride e busque ter várias informações da motocicleta.


Rodas tortas e calos na caixa de direção


Para descobrir se a roda está torta, existem dois tipos mais famosos de teste:

1. Em uma rua tranquila, ganhe um pouco de velocidade e solte as mãos um pouco enquanto a moto anda. Se você tiver que equilibrar a moto para um dos lados com seu corpo, a roda está torta.

2. Pegue um fio ou um barbante, prenda na roda traseira fazendo com que ela passe pelas bordas do pneu. Estique esse fio até o pneu da frente. Os dois fios vão fazer retas perfeitamente paralelas e a roda dianteira deve ficar no meio quando a direção estiver apontando. Se a roda estiver para qualquer lado, está torta.


Falhas ciclísticas nas rodas podem causar muitos estragos na sua saúde e na sua moto, por isso, é sempre bom ficar de olho.

Você sabe o que é a caixa de direção? Se a resposta foi não, já passa da hora de saber… A caixa de direção pode ser entendida de forma simples como rolamentos entre a suspensão dianteira e o quadro. O grande problema da caixa de direção é que ela só dá sinais de desgaste quando já é tarde demais.

A caixa de direção pode deixar sua moto rebelde e difícil de pilotar, por isso, é sempre bom averiguar de 10 em 10 mil quilômetros rodados. O chamado popularmente como “calo” na caixa de direção é quando o guidão parece flutuar ou se mover com barulhos.


Chassi torto


Chassi torto também pode ser conhecido como “desempeno de chassi” e, muitos motociclistas preferem já condenar a moto em vez de tentar consertar. De fato, quando o chassi fica torto, ele resulta em falhas ciclísticas gigantescas.

O chassi torto pode ser responsável por:

  • Motocicleta puxando para um lado;

  • Trepidação maior que o normal;

  • Desgaste excessivo em corrente e pneus.

Quase em todos os casos o chassi entorta por causa de um acidente e geralmente é considerado perda total, mas nem sempre, depende muito das condições. Algumas empresas especializadas conseguem salvar ao realinhar o chassi, mas é preciso cuidado, o remendo pode não resolver de nada.


Manetes e manoplas mal ajustados

Os manetes e manoplas são vitais para a sua motocicleta, pode inclusive indicar problemas na embreagem em caso de um endurecimento ao ser acionado. Em motos maiores, o manete pode ficar tão duro por conta do desgaste que parece não se mover, tamanha a força que deve ser feita para movê-lo.

Não é muito complicado fazer o ajuste no manete, é uma das raras peças que pode ser ajustada por você sem causar muitos problemas na moto. Para regular o manete, basta afrouxar um pouco os parafusos de fixação, reposicionar na posição ideal e apertar de novo os parafusos. Lembre-se as mãos precisam ter mobilidade, não pode deixar muito apertado, porque isso pode causar sérios problema na dirigibilidade e ocasionar, assim, falhas ciclísticas também.


Falhas na transmissão


Falhas ciclísticas na transmissão podem causar acidentes e problemas na mecânica da motocicleta. O motor e o sistema de transmissão precisam estar afinados para a moto desempenhar toda a potência dela, afinal, esse é o sistema encarregado dessa função.

Atualmente existem três tipos de sistema de transmissão: correia, corrente e cardã. Geralmente, o sistema de cardã aguenta bem e não quebra facilmente, mas não tem santo que aguente sem manutenção, não é? Fique esperto, o primeiro sinal que a moto dá quando esse sistema está muito desgastado é o endurecimento do manete, devido ao desgaste excessivo dos componentes da embreagem.



Falhas no motor

O sistema que envolve o motor é muito grande e, por isso, muitos mecânicos erram ao fazer o diagnóstico de qual o problema que sua moto está enfrentando.

Desde sujeira, bomba de gasolina, borras no bico de combustível, falhas de pistons e muitos outros fatores podem desembocar em problemas no motor, proporcionando falta de potência ou outros problemas comuns. Mas, as vezes nem é o motor que é o principal culpado pela falha ciclística, ele só está no meio da bagunça.

Por isso, o ideal é sempre levar a moto em um mecânico especialista, se for da montadora melhor ainda. Quando o problema é o motor, não é recomendável apressar o mecânico justamente pelo alto índice de fatores que ele tem que analisar. Ficou curioso e quer saber mais detalhadamente sobre falhas nos motores?

0 visualização

Endereço:

Loja 1: Av. Gisele Constantino, 1598 - Pq. Bela Vista - Votorantim - CEP 18110-650

Loja 2: Av. Cláudio Pinto Nascimento, 1368 - Parque Morumbi, Votorantim - CEP 18048-000

Atendimento:

E-mail: vendasweb@sapicomotos.com.br

Telefone: (15) 3243-2324

Whatsapp: (15) 99695-2324