Como escolher o capacete ideal?

Atualizado: Mar 11



Desde 1997 é obrigatório que tanto o piloto quanto o passageiro estejam equipados com capacete ao andar de moto. Isso não chega a ser uma novidade. Todo o motociclista já está acostumado com essa lei, mas a grande questão que surge é: você só comprou um capacete ou você comprou o capacete ideal para você?

Ultimamente os capacetes têm ganhado designs mais invocados e, principalmente os mais novos, têm escolhido o capacete pela beleza, fato que não é nada recomendável.

Realmente é muito legal ter um capacete bonito, mas lembre-se: o capacete não é um acessório, é um equipamento para a sua segurança. Com isso em mente, você precisa comprar o capacete ideal para você e saiba que existem vários modelos, estilos e tamanhos de capacete.



Os modelos de capacete:


Dependendo de qual uso você vai fazer da moto, um ou outro capacete é mais recomendável. Segundo o CONTRAN, que é o Conselho Nacional de Trânsito, existem 4 tipos de capacete regulamentados, sendo eles:


  • Aberto;

É diferente do “coquinho”, que não é permitido. Acaba oferecendo maior ventilação. Precisa ter viseira móvel e uma queixeira.




  • Modular (frente móvel);

Similar ao misto, mas é a parte de cima que é móvel.


  • Misto (queixeira removível);

Também conhecido como escamoteável. Oferece uma vantagem: por ser articulado, permite maior facilidade para o motociclista falar e oferece a mesma proteção do integral.



  • Integral (fechado);

Considerado como mais seguro e mais comum entre os motociclistas. Perfeito para viagens longas e alguns até possuem sistemas de ventilação e exaustão.



É bom pontuar que o capacete popularmente conhecido como “coquinho” (similar ao que se usa ao andar de skate, patins e afins) não é permitido porque não oferecem proteção completa à cabeça, rosto e olhos.

Ao comprar um capacete, saiba que o capacete ideal, desde 2007, precisa ser regulamentado pelo INMETRO, que é o Instituto Nacional de Metrologia Qualidade e Tecnologia e ter faixas refletivas de segurança nas partes laterais e traseira.

Além desses modelos, o capacete ideal para você pode ser um modelo para esportes, caso você vá fazer motocross, enduro, trilhas ou free style. Esse modelo possui a queixeira mais alongada para amenizar quedas (que devem ser mais constantes) além de evitar a entrada de terra e areia. Vale pontuar que nesse modelo é obrigatório usar óculos de proteção.


Como saber a medida do capacete ideal para mim?


A verdade é que é um processo bem simples, só é necessário ter uma fita métrica em casa! O primeiro passo é passar a fita métrica na testa rodeando a cabeça (deve estar um pouco acima das orelhas) e medir a circunferência da cabeça.

Tendo o número em mãos, saiba que você está a um passo do capacete ideal. O tamanho do capacete não tem muitos segredos, a maioria dos fabricantes usa o número obtido pela fita métrica como tamanho do capacete.

A tabela de medidas mais comum é a seguinte:





O modo de passar a fita métrica corretamente na cabeça para tirar a medida do capacete ideal é essa:

ATENÇÃO!!


Algumas pessoas não sabem, mas o capacete não pode ser reutilizado depois de sofrer o impacto de uma queda. Exatamente! Se cair de moto e bater o capacete será necessário trocar de equipamento.

Uma dica que a Sapico te dá é que é recomendável trocar de capacete mesmo que você não tenha tido um trauma na cabeça. O tempo ideal seria entre 3 a 5 anos para você não ficar desprotegido nem trocar cedo demais de equipamento.


Materiais de fabricação de capacete


Se engana quem pensa que todos os capacetes são feitos com o mesmo material! Existem diferenças sensíveis e é bom você saber bem delas na hora de comprar um capacete.

Os materiais mais utilizados para a confecção de um capacete são:


  • Kevla;

Tem alto poder de absorção de impacto. Geralmente é misturado junto a fibra de vidro e carbono;

  • Fibra de vidro;

Mais seguro de todos. Mantém o nível de proteção mesmo após o primeiro impacto;

  • Plástico injetado;

Mais econômico no mercado. Tem capacidade absorção menor que modelo de fibra de carbono.

  • Fibra de carbono;

Absorve bem o primeiro impacto, mas não aguenta muito em segundo impacto no mesmo acidente. É o material mais leve.


Outros itens para ficar de olho ao comprar um capacete


É claro que a o tamanho do capacete, o material, o design e o modelo são fatores essenciais na hora de achar o capacete ideal para você, mas no ato de comprar um capacete é preciso prestar atenção em outros pontos do equipamento também.

Veja alguns aspectos importantes na hora de comprar um capacete:


  • Forração;

Alguns capacetes tem essa parte removível, o que facilita a limpeza, outros não tem.

Interior do capacete:

Pode contar com isopor ou espuma para compor, com o casco, o sistema de proteção.

  • Sistema de ventilação;

Pequenas frestas que facilitam a troca de ar.

  • Viseira;

Quanto mais grossa maior a proteção. Existem dois modelos: fumê e transparente.

  • Óculos de proteção;

É necessário em todos os modelos que não tem viseira;

  • Cinta jugular.

Deve estar afivelada, caso contrário o capacete voa no primeiro impacto.


Opte sempre por comprar capacetes de marcas conhecidas como capacetes das marcas AGV, Shoei, Arai, Shark, LS2, X-Lite, Bell, Axxis e outras. Os grafismos variam bastante de acordo com as marcas, podem ser inspirados em pilotos consagrados ou com grafismos temáticos, vai do gosto particular.


Não deixe de utilizar outros equipamentos de proteção, confira aqui:




0 visualização

Endereço:

Loja 1: Av. Gisele Constantino, 1598 - Pq. Bela Vista - Votorantim - CEP 18110-650

Loja 2: Av. Cláudio Pinto Nascimento, 1368 - Parque Morumbi, Votorantim - CEP 18048-000

Atendimento:

E-mail: vendasweb@sapicomotos.com.br

Telefone: (15) 3243-2324

Whatsapp: (15) 99695-2324